Home / Vacinas / Estudo Em SP Mostra 75% De Vacinados a Pandemia Será Controlada

Estudo Em SP Mostra 75% De Vacinados a Pandemia Será Controlada


Foi apresentado estudo animador e que chama atenção para a necessidade de uma aceleração da vacinação no Brasil. Isso porque pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP) e do Instituto Butantã (SP) mediram os efeitos de uma vacinação em larga escala no município paulista de Serrana, com 45 mil habitantes. De acordo com os resultados, vacinando-se 3/4 da população a pandemia chega em um patamar controlado.

O estudo começou março de 2021, voltado a medir a eficácia da Coronavac. O município escolhido para uma vacinação em larga escala tinha um alto nível de contágio. Lá, foi vacinada em um mês quase toda a população adulta da cidade. O resultado mostra queda de 95% nas mortes e de 86% em internações pouco mais de um mês depois.

Após registrar 699 casos em março, o número caiu para 251. As mortes passaram de 20 para 6 no mesmo período. Na cidade, houve aplicação das duas doses da CoronaVac em 98% do público-alvo, que correspondia a adultos com mais de 18 anos, excluindo grávidas e puérperas.

Antes dessa vacinação em massa, o número de pessoas que procurava unidades de pronto-atendimento (UPAs) para saber se estavam infectadas era entre 160 e 180 pessoas, com aproximadamente 69% de infectados. O número caiu a patamares de 30 a 35 atendimentos diários, com cerca de 25% de resultados positivos depois da vacinação.

Como se chegou aos 75%?

Os registros de Serrana que com um número de cerca de 75%, ou 3/4 da população vacinada, a pandemia poderá ser controlada. Mas como os cientistas chegaram nesse número? Explicamos a seguir.

Serrana, de 45 mil habitantes, foi escolhida porque tinha um alto índice de contágio. Conforme os critérios da pesquisa, a cidade foi dividida em 25 áreas que formaram quatro grupos. Esses grupos foram vacinados, um de cada vez com uma semana de intervalo entre eles.

Assim, a vacinação ainda não havia terminado quando Serrana enfrentou um novo aumento no número de casos. Porém, o cenário mudou entre o fim de março e o começo de abril. De acordo com os resultados, o aumento começou a ser revertido quando dois dos quatro grupos ficaram imunizados com a segunda dose.

Logo depois, quando o terceiro grupo foi imunizado, a queda nos casos foi ainda mais substancial. De acordo com o Instituto Butantan, logo depois do fim da vacinação, o número de mortes caiu 95% em Serrana.

Quanto estamos longe disso?

A notícia é animadora, mas o Brasil precisa acelerar ainda muito para que tal número alcance todo o país. . Atualmente, o Brasil aplicou duas doses em aproximadamente 10% da população. Já a primeira, houve aplicação em aproximadamente 30%.

Abaixo, uma apresentação do governo de São Paulo sobre os resultados de Serrana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *